A Call Solution desde 23/03/2020 está com seu Time 100% em HomeOffice. Garantindo segurança e tranquilidade para seus colaboradores e também agregando com o percentual de trabalhadores que podem atuar em HomeOffice , oferecendo com a mesma qualidade o serviço prestado devido ter uma infra estrutura preparada para essa modalidade também.

 

A Justiça do Trabalho determinou que as operadoras de telecomunicações, como Oi e TIM, e de call center tomem providências para garantir a saúde de funcionários em meio à pandemia do coronavírus (covid-19). O juiz Marcos Ulhoa Dani, da 13ª Vara do Trabalho de Brasília, (TRT da 10ª Região – Distrito Federal e de Tocantins) determinou a adoção de medidas de prevenção, reconhecendo que as companhias precisam manter as atividades por serem serviços essenciais.

A decisão foi após duas ações civis públicas movidas pela Federação Interestadual dos Trabalhadores e Pesquisadores em Serviços de Telecomunicações (Fitratelp) contra empresas como Oi, TIM, Vogel Telecom, Huawei e outras. A entidade representante de funcionários do setor pediu tutela provisória de urgência para que fossem determinadas medidas de proteção.

Notícias relacionadas

5G da Claro reutiliza faixas do 4,5G, mas operadora ainda espera leilão da Anatel

Oi e Google acreditam na transformação digital de olho na LGPD

Entre as medidas atendidas estão:

  • fornecimento de máscaras, álcool em gel 70% e luvas para trabalhadores de campo;
  • para funcionários internos, estabelece ambiente de trabalho limpo e arejado, com distância mínima de 2 metros entre trabalhadores e sabão líquido e água à disposição;
  • as empresas devem evitar enviar empregados para locais com “alto risco de contágio”;

Nas ações, a Fitratelp pedia ainda o direito aos empregados de se recusarem a comparecer ao trabalho, caso condições familiares ou no ambiente de trabalho provoquem insegura para si ou para a família. A Federação já havia se queixado à Anatel sobre as condições de trabalho dos empregados no setor de telecomunicações.

Na decisão, o juiz Dani lembrou que o Decreto 10.282/2020 inclui os serviços de telecomunicações, Internet e call center como atividades essenciais durante a pandemia. Por isso, reconhece que as empresas citadas nas ações civis não podem ter funcionamento suspenso. or isso, procurou encontrar um “meio termo” entre  as partes.

Por isso, deferiu parcialmente a tutela nos dois casos, para que empresas dispensem do trabalho presencial os trabalhadores de grupo de risco, sem prejuízo de salário e da utilização de medidas de preservação de renda e emprego, conforme as medidas provisórias 927 e 936/2020. Para o magistrado, as medidas não impedem a aplicação de outras iniciativas espontâneas para a manutenção de um ambiente de trabalho saudável. (Com informações da assessoria de imprensa da Justiça do Trabalho.)

 

Fonte:  Teletime / Por: Bruno do Amaral